Seu browser não tem suporte a javascript!

Dia 03 de agosto, sexta-feira

Promotores criticam atuação da PM no combate à milícia

Na ação do Ministério Público à Justiça — com pedido de prisão de 42 milicianos da Zona Oeste e de Itaguaí, na Baixada Fluminense — os promotores Jorge Luís Abdelhay e Fábio Corrêa fizeram duras críticas à atuação da Polícia Militar quando a questão é apurar e punir agentes da corporação que são ligados à milícia. Em trecho, os promotores dizem que os milicianos têm desenvoltura para atuar nas áreas da Zona Oeste e Itaboraí, sem temer o policiamento ostensivo. Já em outro trecho, "Certo que organização delinquente, (a milícia) vem crescendo e ganhando fôlego excepcionalmente nessa comarca alicerçada, sobretudo, nos vínculos intersubjetivos de proteção e acobertamento".

Fonte: O Dia (2/8)

 

Milícia que atua em Itaguaí é 'franquia' da organização criminosa

Uma operação deflagrada nesta quinta-feira pela Polícia Civil, em conjunto com o Ministério Público (MP) estadual, contra uma milícia que atua em Itaguaí, na Baixada Fluminense, resultou no cumprimento de 25 mandados de prisão. Segundo o delegado Moyses Santana, titular da 50ª DP (Itaguaí), a milícia que atuava em Itaguaí era uma franquia da milícia de Campo Grande, já que os policiais foram indicados por Ecko para serem seus representantes.

O sargento da PM Antônio Carlos de Lima, que está lotado no 27º BPM (Santa Cruz), e o ex-PM Carlos Eduardo Benevides Gomes, o Bené, estão foragidos. Segundo a polícia, os dois respondiam diretamente a Ecko, que também é alvo da operação.

Fonte: O Globo (3/8)

 

Escutas telefônicas mostram como milicianos agiam

Escutas telefônicas obtidas por um programa de TV revelam como integrantes de uma quadrilha de milicianos espalhavam terror na Zona Oeste e parte da Baixada Fluminense. Nesta quinta-feira (2), a Polícia Civil fez operação para prender 42 pessoas suspeitas de integrar grupo paramilitar que atua nos bairros de Campo Grande, Cosmos, Santa Cruz e Paciência, e no Município de Itaguaí. De acordo com as investigações, os milicianos cobravam taxas de comerciantes e moradores. Eles ameaçavam quem não comprasse água, gás, serviço de internet e TV a cabo fornecidos pela quadrilha.

Fonte: G1 (3/8)

Tiroteio na Avenida Brasil

Policiais militares e agentes do núcleo de Operações Especiais da Polícia Rodoviária Federal (PRF) passavam pelo local no momento dos disparos e revidaram. O tiroteio aconteceu por volta das 14h, por brigas entre facções rivais e deixou três feridos e uma vítima. Luiz Carlos Vidal Júnior, de 29 anos, era motorista de aplicativo e dois passageiros estavam no carro. Os irmãos Mário e João Reis foram levados para o Hospital Getúlio Vargas, na Penha.

Fonte: O Globo / O Dia / Extra / G1 (3/8)

 

Polícia Militar faz operação no Morro da Providência

A Coordenadoria de Polícia Pacificadora (CPP) deflagrou uma operação no Morro da Providência, na Zona Portuária do Rio, na manhã desta sexta-feira. Já houve confronto, mas não há informações de feridos. Por conta da operação, o VLT circulou com restrições na Linha 1, por "questões de segurança pública", entre 6h e 6h40.

Um suspeito da morte do sargento Victor Aleixo foi preso, nesta sexta-feira, durante uma operação. A prisão foi na Rua Barão de São Francisco, no Centro do Rio, informou a PM em seu perfil no Twitter. O suspeito foi encaminhado para a 5ª DP (Gomes Freire). Contra ele havia um mandado de prisão em aberto.

Fonte: Extra / O Globo (3/8)

 

Passageiros se jogam em chão de trem para se proteger de tiros

Imagens e relatos publicados em redes sociais mostram passageiros dentro de uma composição da Supervia deitados no chão para se proteger de um tiroteio em Santa Cruz, na noite desta quinta-feira. A Supervia, responsável pelo transporte, confirmou a ocorrência e informou, por meio de nota, que a circulação dos trens não chegou a ser afetada. A concessionária ressaltou ainda que segue acompanhando a situação para interromper o tráfego de trens se houver risco a funcionários e passageiros. De acordo com policiais do 27º BPM (Santa Cruz), a troca de tiros desta noite acontece entre facções rivais na Comunidade de Antares, onde ocorreu uma operação nesta quinta-feira.

Fonte: Extra / O Dia (3/8)

Polícia prende suspeitos de praticar saidinha de banco no Rio

A polícia prendeu quatro homens suspeitos de praticar roubos nas ruas próximas a agências bancárias no Rio. Eles foram detidos e levados para a Delegacia de Roubos e Furtos (DRF), na Zona Norte do Rio.

Renato Luz Duarte, Jefferson de Sena Alves, Diogo Barbosa da Silva e Diego Francisco de Oliveira Carvalho foram presos em flagrante quando se preparavam para mais uma “saidinha de banco” em Botafogo, na Zona Sul do Rio. O grupo estava sendo investigado há dois meses. Com eles, os agentes encontraram uma pistola, celulares e documentos.

Fonte: G1 (3/8)