Seu browser não tem suporte a javascript!

Dia 23 de julho, segunda-feira

Transição para fim da intervenção no Rio

A intervenção federal na Segurança Pública do Rio deve ir até 31 de dezembro, mas os militares já planejam a transição. As propostas vão de readaptação das Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs) e alteração das rotinas policiais, até a construção de um Plano Integrado de Segurança Turística. Os generais responsáveis pela área destacam ainda que usaram o mínimo de recursos disponíveis - R$ 2,5 milhões. E só agora começarão a usar o R$ 1,2 bilhão da União.

                                                                                                                      Fonte: Portal Terra (23/07)

Bloqueio de celulares entra em operação em setembro

A implantação do sistema de bloqueio de telefones celulares roubados no Rio de Janeiro será antecipada. O serviço, que já está em operação em Goiás e no Distrito Federal, só seria lançado no estado em janeiro do ano que vem, mas, devido ao grande crescimento do número de roubos de celulares no Rio, a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) decidiu disponibilizar o sistema já em setembro. A decisão atende a pedido do Gabinete de Intervenção Federal no Estado do Rio de Janeiro.
                                                                                                                      Fonte: EBC Brasil (22/07)

18 tiroteios por dia

Um relatório de atividades do aplicativo Fogo Cruzado, que registra incidência de tiroteios na região do Rio de Janeiro, apontou que a capital fluminense tem 18 tiroteios por dia. A Sputnik Brasil conversou com a criadora do projeto, a jornalista Cecília Oliveira, que comenta o aumento no número de tiroteios durante a Intervenção Federal no Rio.

O relatório do aplicativo registra um período de 2 anos, entre os dias 5 de julho de 2016 e 5 de julho de 2018. No total, foram registrados 13.287 tiroteios na região. O número é considerado alto e retrata uma situação que se tornou corriqueira no cotidiano local.
 

                                                                                                      Fonte: Sputnik Brasil (20/07, 21h35)


UPP da Cidade de Deus é extinta

A Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) da Cidade de Deus, em Jacarepaguá, na zona oeste do Rio, será extinta. A terceira UPP readequada foi a da Mangueirinha, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. O realinhamento das UPPs está sendo conduzido junto ao Gabinete de Intervenção Federal, com base em diagnóstico iniciado pela PM no ano passado.

Por determinação do secretário de Segurança, Richard Nunes, o efetivo das UPPs desativadas será destinado a reforçar o policiamento ostensivo "com atuação na mancha criminal para coibir a criminalidade". Segundo a secretaria, os programas sociais serão mantidos. Além disso, o realinhamento deve fortalecer a segurança das comunidades e contribuir para a melhoria das condições de trabalho dos policiais. A Cidade de Deus já foi considerada uma das áreas mais perigosas do Rio.

                                                                                                                     Fonte: EBC (20/07, 19h54)

TRE vai pedir reforço de tropas federais para as eleições

O TRE-RJ decidiu, na sessão plenária dessa quarta-feira (18), pedir reforço de tropas federais para as eleições. O presidente do colegiado, desembargador Carlos Eduardo da Fonseca Passos, citou o atual quadro segurança pública no estado como um dos motivos da decisão. “A gravidade do quadro da segurança pública no estado do Rio de Janeiro é notória, tanto que decretada, por parte do governo federal, intervenção na segurança pública do Rio”. O desembargador destacou ainda que o TRE tem um “histórico recente de reiteradas solicitações de tropas federais, o que reforça a situação de um cenário consolidado de instabilidade social". Ele citou como exemplo as requisições feitas para as eleições de 2012, 2014 e 2016.

                                                                                                                     Fonte: EBC (20/07, 17h30)