Seu browser não tem suporte a javascript!

Dia 5 de junho, terça-feira

O Leblon, considerado um dos bairros mais ricos do estado do Rio, vive uma aguda crise de insegurança e medo. Com isso, o comércio do bairro carioca começou a fechar mais cedo. Uma joalheria que foi assaltada com invasão por homens armados resolveu fechar definitivamente suas portas. Aos sábados, que o comércio funcionava até as 18h, agora mal chega às 16h. Durante a semana, as lojas começam a fechar com a chegada da noite. O 23º Batalhão de Polícia Militar (BMP) afirma que está presente nas ruas e que aumentou o trabalho de patrulhamento ostensivo. 

Bandidos que invadiram a casa de um vereador em Duque de Caxias e fizeram três reféns fugiram levando muitos pertences. Estão sendo procurados pela 60ª Delegacia de Polícia de Campos Elísios que investiga o crime. 

O Catumbi, bairro da Zona Norte da cidade do Rio de Janeiro, vive tiroteios por três dias seguidos. A Polícia reforçou sua presença no bairro, mas o confronto com bandidos tem sido frequente. E ainda existe uma guerra de facções rivais do tráfico pelo comando do Morro da Coroa.

O problema de insegurança no BRT carioca segue grave. E mesmo o prefeito da cidade do Rio, Marcelo Crivella, tendo afirmado que ontem o funcionamento voltaria ao normal, as 22 estações que ligam Campo Grande a Santa Cruz amanheceram fechadas. O consórcio confirmou a suspensão, alegando total falta de segurança.

No final da tarde, o BRT iniciou esquema especial para atender passageiros das 22 estações fechadas. O prefeito Marcelo Crivella somou esforços para resolver o problema e anunciou R$ 700 mil para a segurança no corredor de ônibus fechado há 10 dias. O projeto apresentado pelo prefeito será em parceria com a Polícia Militar e a guarda municipal. 

Moradores de condomínios invadidos se negaram a pagar taxas do tráfico, dizendo que já pagam pelo apartamento e que não podem pagar para criminosos. O conjunto fica na Pavuna, bairro da cidade do Rio de Janeiro, e começou a ser invadido por ordem de traficantes de drogas do complexo do Chapadão. A 39ª DP da Pavuna investiga de perto os responsáveis da invasão. 

O traficante Rogério 157, da Rocinha, preso em abril, prestou seu primeiro depoimento e negou ser traficante e muito menos chefe do tráfico da Rocinha.

Um vídeo foi divulgado e circula nas redes sociais mostrando bandidos armados com fuzis desafiando uma facção rival. O grupo é identificado como a Tropa de Belém, quadrilha que controla o tráfico de drogas na cidade de Angra dos Reis, região da Costa Verde do Rio de Janeiro.

O Instituto de Segurança Pública apresentou um Dossiê da Mulher que apresentou dados preocupantes sobre a violência contra a mulher em 2017 na cidade de Nova Friburgo, região serrana do estado do Rio. Somente em 2017 foram 1.650 ocorrências registradas nas delegacias da cidade. Cerca de três ocorrências por dia.

Até amanhã,

Equipe do Olerj