Seu browser não tem suporte a javascript!

Diário do Observatório


  • Dia 22 de junho, sexta-feira

    Mais de 1.800 militares fazem operação no Leme

    As equipes das Forças Armadas e da Secretaria de Segurança, em conjunto, realizaram uma ação nas regiões da Babilônia e do Chapéu Mangueira, no Leme, Zona Sul do Rio. Militares do Exército, Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar fizeram varredura na área com cães farejadores e itens de detecção de metais de objetos. Pela primeira vez, embarcações da Marinha foram, também, utilizadas para apoiar uma ação da intervenção federal do estado. Fizeram bloqueios e patrulhas nas áreas próximas aos locais da operação. Apreenderam fuzis, pistolas, munições, granadas, rádio comunicador e um caderno com anotações sobre o tráfico. Também foram encontrados restos mortais em um bunker usado por traficantes.

                                                                                      Fonte: O Globo, Extra, O Dia e UOL (21/06)

     

    Para interventor, plano estratégico pode pôr fim a intervenção

    Em entrevista à Agência Reuters, o general Braga Netto afirmou que os índices de criminalidade começaram a cair e, caso o plano elaborado continue sendo colocado em prática, não há motivos para continuar a intervenção federal na segurança pública no próximo governo. Na semana passada, foi entregue ao presidente Michel Temer um plano estratégico com ações que permeiam a gestão militar na área de segurança. “Tem um plano de gestão, transição, legado e reestruturação das forças de segurança. Se o planejamento for mantido e não houver indicações políticas ou casuísticas, não há necessidade da intervenção”, disse.

                                                                                                               Fonte: UOL Notícias (21/06)

     

    Tribunal de Justiça exige explicações sobre ação na Maré

    A Justiça estipulou um prazo de dez dias para o governo esclarecer a operação feita no Complexo da Maré, na quarta-feira, que deixou seis mortos. Foi solicitado, também, que o general Richard Nunes, secretário de Segurança Pública do Estado, explique as ações e os protocolos para reduzir os riscos em momentos de enfrentamento das violações dos direitos humanos durante intervenções policiais. A solicitação do TJ-RJ veio a partir de demanda da Defensoria Pública e do Ministério Público, que pedem o impedimento do uso de aeronaves para lançar tiros em ações no Complexo da Maré.

                                                                                                                Fonte: O Globo e Extra (22/06)

     

    Sistema de registros de roubos continua inativo

    Desde 10 de junho, o sistema de roubos e furtos da Polícia Civil está fora do ar. Segundo o Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação do Estado do Rio (Proderj), o problema será resolvido até segunda-feira (25). Os registros estão sendo feitos manualmente. Além desse sistema, estão indisponíveis o de Controle de Processos e Documentos, usados por servidores; os números sobre a taxa de incêndio e o Cadastro de Matrícula da Rede Escolar.

                                                                                                                            Fonte: O Globo (21/06)

     

    Pezão afirma continuidade do Centro Presente

    O governador do Rio, Luiz Fernando Pezão, afirmou que a manutenção do programa Centro Presente continuará sendo prioridade para o governo. Os recursos, que iriam ser reduzidos para 30%, passaram para apenas 25%. Pezão também afirmou que, ao lado do general Braga Netto, será estudada a possibilidade de ampliar as operações para outras áreas, assim como contratar mais policiais para pode reforçar o policiamento na Região Metropolitana. O orçamento para o programa gira em torno de R$ 4 milhões.

                                                                                                                                 Fonte: Extra (21/06)

     

     Governo divulga Plano Estratégico Metropolitano

    O governo do Rio de Janeiro lançou, na quinta-feira (21), o Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano Integrado da Região Metropolitana, com ações para o desenvolvimento da área durante os próximos 25 anos. Coordenado pela Câmara Metropolitana e financiado pelo Banco Mundial, o plano contempla pontos da área do transporte à área de saneamento. O governador Pezão, ao divulgar o Plano, afirmou ainda que seria “loucura” o próximo governador, que será eleito no segundo semestre, dispensar o uso das Forças Armadas para lutar contra a violência e o tráfico de drogas na cidade. “Se o próximo governador quiser prorrogar a intervenção federal no Rio, pedirei ao governo federal tão logo saia o resultado das urnas”, afirmou.

                                                                                                                                   Fonte: O Dia (21/06)

     

     


Mais diários

Notícias



Mais notícias

Agenda


  • JUN

    18

    10:00

    Reunião de trabalho da Comissão Externa da Câmara dos Deputados "Intervenção na Segurança Pública do Rio de Janeiro" com o Interventor e sua equipe

    Local: Comando Militar do Leste, Rio de Janeiro, RJ

    Participantes: Deputados e deputadas da Comissão Externa Intervenção Federal na Segurança Pública do Rio de Janeiro: Hugo Leal, Laura Carneiro, Alexandre Valle, Felipe Bornier, Alessandro Molon, Chico Alencar, Júlio Lopes, Pedro Paulo, Luiz Sérgio, Benedita da Silva e Otávio Leite; General Braga Netto, interventor; General Richards Nunes, Secretário de Segurança Pública do RJ; General Laelio, Chefe da Secretaria de Administração do Gabinete da Intervenção; General Sérgio, Chefe de Assessoria de Relações Institucionais; Coronel Roberto Itamar, Porta-Voz do Gabinete da Intervenção; outros integrantes do Gabinete da Intervenção; OLERJ.


  • JUN

    05

    14:00

    3ª Reunião do ObservaRio

    3ª reunião do ObservaRio, Observatório da Intervenção no âmbito do Ministério de Direitos Humanos. O Observatório Legislativo (OLERJ) apresentará as suas ações.

    Local: Ministério de Direitos Humanos, Brasília, DF

    Participantes: Membros do ObservaRio e OLERJ.


  • MAI

    29

    09:30

    Forum de Debates "100 Dias da Intervenção Federal"

    Local: Escola de Comando e Estado-Maior do Exército, Rio de Janeiro, RJ

    Participantes: Observatório Militar da Praia Vermelha (organizador); OLERJ e outros observatórios e instituições interessadas no tema. Debatedores: Deputado federal Hugo Leal; Joana Monteiro, Presidente do Instituto de Segurança Pública - ISP; e General Richards Nunes, Secretário de Segurança Pública do Rio de Janeiro.



Mais eventos